Sobram vagas de emprego de TI em um país com 13 milhões de desempregados.

Sobram vagas de emprego de TI em um país com 13 milhões de desempregados.

Empresas disputam profissionais a “peso de ouro” e os salários no segmento de TI disparam.

Em matéria de capa veiculada no domingo – dia 5/5/2019 – o jornal “O Estado de São Paulo” fez um raio-X no mercado de trabalho brasileiro, dando um foco maior na área de Tecnologia da Informação – TI, para tentar explicar porque em um país com 13 milhões de desempregados sobram vagas de emprego para profissionais qualificados na área de TI.

O artigo em si já explica muito bem a causa do problema e apresenta possíveis alternativas. A 4Linux já formou mais de 70.000 alunos especializados em Linux e neste artigo quero aproveitar esta nossa experiência para motivar possíveis interessados em buscar novos rumos profissionais e apresentar alguns caminhos.

No “frigir do ovos” a decisão de um profissional está baseada em 3 fatores principais: felicidade, tempo e dinheiro.

Felicidade: o mercado de emprego não é obrigado e nunca irá se adaptar para realizar os seus sonhos.

Tenho filhos e vendo nenhum deles seguir carreira na área de TI, tenho em mente que não sou eu quem devo escolher a profissão que eles desejam exercer, mas cabe a mim orientá-los e dar minha opinião. Sempre digo que existe emprego para todo bom profissional, independente da área de atuação. No entanto, no setor de TI, os profissionais estão conseguindo emprego mesmo sem serem bons, pois as empresas estão fazendo vistas grossas devido a escassez de profissionais no mercado e adotaram a prática do “já que não tem tu, vai tu mesmo”.

Consegue perceber a diferença? De um lado, você conseguirá o emprego se: falar 2 ou 3 línguas, ter cursado uma faculdade de primeira linha e tiver diploma de MBA, do outro, com curso de nível médio na área de TI você também conseguirá um emprego.

Coloque “na balança”, reflita e decida o que vai te deixar mais infeliz: ter cursado o curso dos sonhos e ficar desempregado ou estar empregado em uma carreira que não era o seu sonho de vida. Lembre-se que, nenhuma decisão profissional vale por toda a vida.

Tempo: Curso Superior ou Certificação de TI?

O assunto da reportagem do Estadão não é novo e vem se agravando conforme o mundo vai se tornando mais digital. Em 2015, eu reescrevi um artigo sobre um tema que eu já havia escrito em 2007, dando a minha opinião sobre as opções de investir seu dinheiro em um curso superior ou uma certificação profissional na área de TI e aproveitar a onda da falta de profissionais de TI. Para quem não tiver tempo de ler o artigo , vai aqui um resumo: certificação profissional pode te colocar mais rapidamente no mercado de trabalho e ser um trampolim para saltos maiores. A oportunidade real é agora e pode não ser mais daqui há 4 anos.

Para quem não conhece, uma certificação profissional atesta as competências necessárias e embasamento teórico suficiente para o profissional desenhar soluções, programar e administrar uma determinada tecnologia dentro do ambiente da empresa, vivenciando os possíveis problemas e sugerindo soluções.

Dinheiro: empresas e gerentes têm metas e não querem gastar tempo formando profissionais.

Muitas vezes o profissional até abre mão de seu sonho para se aventurar em uma carreira de TI, mas surge o problema financeiro. Como conseguir fazer um curso de TI e uma certificação profissional ‘se eu estou desempregado e não tenho dinheiro para investir’? ou no caso de profissionais que já estão empregados e querem mudar de área, ou até mesmo evoluir na carreira, se as empresas preferem profissionais prontos a investir em capacitação ?

Conhecendo os 3 fatores que balizam a decisão do profissional, a 4Linux tem algumas iniciativas para ajudar os profissionais a entrarem no mercado de TI e mais especificamente no mercado de Linux e open source:

  1. Preços especiais para desempregados – para requalificá-lo e ajudá-lo a se recolocar no mercado de trabalho em uma área carente de profissionais.
  2. Passaportes promocionais em até 12x sem juros no cartão de crédito – ideal para quem quer mudar de ramo de atuação ou para quem já é da área de TI e quer dar um “up” na carreira.
  3. Preços especiais para mulheres – em um ambiente predominantemente dominado pelos homens a 4Linux oferece um facilitador para trazer mais mulheres para o marcado de TI.

 

Para aproveitar um de nossos programas, basta entrar em contato com um de nossos consultores.

CURSOSCONSULTORIA    CONTATO

Anterior Novo curso de Asterisk da 4Linux, agora com FreePBX.
Próxima Cresce aceleradamente a procura por profissionais de TI que conheçam "containers".

About author

Rodolfo Gobbi
Rodolfo Gobbi 13 posts

Idealizador e Presidente do Rankdone. Apesar de não ter suas origens na área de RH, aplicou - para desenvolver o Rankdone - seus 20 anos de experiência na contratação de profissionais e na montagem e gerência de equipes técnicas.Atua como Sócio-Diretor da empresa 4linux. Foi fundador e presidente do LPI( Linux Professional Institute) Brasil, a maior certificação profissional linux do mundo. Possui experiência em gerência técnica , comercial e financeira. Graduado em Engenharia Eletrônica pela Universidade de São Paulo com especialização em Computação, fez Extensão em Administração de Empresas na Fundação Getúlio Vargas.Ministrou diversas palestras em eventos de informática.

View all posts by this author →

Você pode gostar também

Negócios

4Linux, Agile e Agile Trends: um pouco de história.

As metodologias ágeis tem conquistado cada vez mais espaço dentro das corporações. Quem – há 5 anos atrás – diria que os profissionais ou as carreiras “product owner” e “scrum

Treinamentos

4Linux lança 2 novos cursos: ‘GIT’ e ‘Integração e Entrega Contínua e consolida sua marca no mundo DEVOPS.

A 4linux lança esta semana dois novos cursos para atender a crescente procura por profissionais que conheça as ferramentas do mundo DEVOPS. O curso Integração e Entrega Continua com Git,

Notícias

Linux criado pela Microsoft será lançado em breve

Em um pequeno evento em São Francisco a Microsoft anunciou dia 16/04/2018 que irá lançar sua própria versão do Linux o que causou grande movimentação na comunidade e discussões em