O que é um framework e quando usar em seus projetos

O que é um framework e quando usar em seus projetos

Se você tem um projeto web ou aplicativo a desenvolver, saber o que é um framework é um conhecimento indispensável.

Afinal, estamos falando sobre um elemento chave para o resultado final dessa criação. E é para ajudar você que este artigo foi desenvolvido pela equipe do Mundo DevOps especialmente para o blog da 4Linux.

Siga acompanhando!

O que é um framework?

Framework é um template que funciona como uma plataforma de desenvolvimento de projetos digitais, incluindo aí sites na web e aplicativos.

Em linguagem menos técnica, ele pode ser considerado um facilitador, que permite que profissionais dev criem soluções de maneira mais fácil e rápida.

Isso porque um framework permite o compartilhamento de trechos de códigos entre aplicações que têm funcionalidades parecidas.

Para que serve um framework?

Um framework serve para dar mais praticidade ao trabalho de desenvolvimento de aplicativos, softwares e projetos digitais em geral.

Em um primeiro momento, porque é fácil encontrar boas opções open source, ou seja, que têm código aberto e possibilitam que qualquer pessoa incremente melhorias em suas funcionalidades.

Outro ponto importante é que ele apresenta soluções prontas para problemas comuns a quem atua na área.

Por exemplo, um framework já conta com uma base de códigos funcionais, que permitem que os desenvolvedores apenas realizem pequenas adaptações para o propósito desejado.

Assim, não há a necessidade de escrever um código do zero.

Como um framework funciona?

O framework funciona a partir do conceito de reúso de um código. Ou seja, automatiza tarefas básicas e repetitivas para que o programador possa dedicar mais do seu tempo a atividades que exigem mais da sua expertise.

Para isso, são criados padrões que podem ser facilmente replicados e inseridos no processo de codificação do projeto a ser realizado.

O principal cuidado e também limitação é o uso de frameworks que tenham sido desenvolvidos especificamente para o tipo de linguagem em questão.

É o caso do Django, um dos preferidos de quem programa em Python.

Como um framework ajuda em seus projetos?

Imagine um framework como uma caixa de ferramentas virtual, que conta com todas as soluções que você possa vir a precisar.

Todas elas integradas em um só lugar.

Essa talvez seja a principal vantagem desse template em relação a outras plataformas modalizadoras: a integração.

Todos os elementos, funcionalidades e guias são interligados entre si.

Algo que não acontece, por exemplo, com as bibliotecas de classe, nas quais o desenvolvedor é que precisa estabelecer as conexões.

Além disso, os frameworks podem trazer benefícios como aumento da performance do projeto, maior compatibilidade, redução de custos na implementação de soluções, entre outros.

Principais frameworks hoje

Agora que você já conhece um pouco mais sobre o assunto, vamos listar alguns dos principais frameworks usados hoje em dia:

  • Flutter: para o desenvolvimento de apps nativos multiplataformas
  • Framework7: para o desenvolvimento de aplicativos web e híbridos
  • Ionic: para o desenvolvimento de aplicativos híbridos
  • React Native: para o desenvolvimento de aplicativos híbridos
  • Zend: para o desenvolvimento web orientado a objetos
  • Laravel: para o desenvolvimento web com padrão MVC
  • Bootstrap: para o desenvolvimento de projetos multiplataformas
  • Symfony: para o desenvolvimento de aplicações web mais robustas
  • Phalcon: para o desenvolvimento de aplicações web com linguagem C
  • Material Design: para o desenvolvimento de aplicações web; segue o padrão visual do Google
  • Pure: para o desenvolvimento de aplicações web; utiliza o modelo modular.

E aí, gostou do conteúdo? Aproveite para compartilhá-lo em suas redes sociais!

 

Líder em Treinamento e serviços de Consultoria, Suporte e Implantação para o mundo open source. Conheça nossas soluções:

CURSOSCONSULTORIA

Anterior 4Linux irá patrocinar o DevCamp, participe você também deste grande evento.
Próxima Usando o InSpec para teste e auditoria de aplicações e infraestrutura.

About author

Tiago Assunção
Tiago Assunção 1 posts

Tiago Assunção é Engenheiro de Software, formado pela Universidade de Brasília, com mais de 10 anos de experiência em desenvolvimento de softwares. Já trabalhou com várias frentes de desenvolvimento e hoje preside uma Software House de aplicativos mobile.

View all posts by this author →

Você pode gostar também

DevOps

Vagrant: Crie ambientes de Desenvolvimento Ágil

Conheça como criar máquinas virtuais com o Vagrant e crie ambientes padronizados iniciando pelo de Desenvolvimento. DevOps tem como objetivo diminuir o Time To Market de um serviço, ou seja,

Carreiras

O conceito de JTA é usado em todas as áreas profissionais, inclusive na área de T.I.

O que um SysAdmin Linux ou um Engenheiro DEVOPS precisam saber para desempenhar bem as suas tarefas do dia a dia? É esta pergunta que a Job Task Analysis (JTA)

Monitoramento TI

Prometheus: uma nova proposta de monitoramento

Conheça o Prometheus, ferramenta open source de monitoramento adaptada ao atual modelo de TI focada em serviços e opção aos tradicionais Zabbix/Nagios. Compartilhe este post: Share on Twitter Share on