4Linux contrata novo Coordenador de Treinamentos!

4Linux contrata novo Coordenador de Treinamentos!

Novidades educacionais devem ser introduzidas nos novos cursos da 4Linux já a partir de 2020!

A área de marketing da 4Linux bateu um papo com André Luiz Oliveira – o novo Líder da área de treinamentos da 4Linux. O cargo é responsável pela gestão da equipe de criação e dos professores que ministram os cursos da 4Linux. Conheça abaixo um pouco sobre o André e as novidades que ele pretende trazer para os cursos da 4Linux:

O nosso Diretor Rodolfo Gobbi nos disse: “A 4Linux pretende trazer muitas novidades na área de treinamentos para 2020 e que para isso precisava de alguém especializado no ensino de adultos e com foco em ensino profissionalizante” .

 

André, conte-nos um pouco destas suas experiências?

Há 15 anos atuo na educação de jovens e adultos, na educação corporativa, profissionalizante e na educação universitária. Nessas duas últimas atividades também atuei em cargos de coordenação de cursos e de ensino. Então o que posso dizer de todas essas experiências é que, cada modalidade de ensino exige técnicas e habilidades distintas, pois os desafios também são diferentes. O ensino universitário é uma formação de longo prazo, muito do que o estudante aprende na graduação, provavelmente já estará com alguma defasagem ao final do curso, em função de sua duração e apesar de muitos cursos universitários já se preocuparem com a valorização das práticas, o que ainda impera, são as aulas teóricas na maior parte das instituições de ensino superior. O ensino profissionalizante exige uma dinâmica diferente, uma vez que precisa preparar o estudante com maior imediatismo, de forma mais prática e consultiva, possibilitando que o estudante já consiga colocar em prática imediatamente o que aprendeu.

Com tantos anos dedicados à educação, em sala de aula e na gestão educacional, o que você poderia nos contar sobre as diferenças do ensino de adultos em relação à outros públicos?

Os princípios da Andragogia –  que se dedica a estudar o ensino se adultos – consegue nos dar pistas essenciais de algumas dessas diferenças. Adultos normalmente buscam uma formação em função de alguma necessidade, em que já existe uma relação com o mercado de trabalho, diferentes de sujeitos jovens e crianças que, geralmente, estão estudando por alguma obrigação ou orientação de terceiros. Um ponto importante é que adultos tem maior histórico de experiências educacionais e em função disso ele será mais crítico em relação aos métodos de ensino empregados, muito disso se deve ao fato de haver uma maior tendência ao estudo autodirigido nesse perfil, daí a necessidade de pensar em um ensino que valorize metodologias ativas, como aprendizagem por projetos ou problemas, por exemplo. Outro fator que merece destaque é a motivação do adulto em estudar, que acredito que na maior parte das vezes está relacionada a questões mais práticas e objetivas de sua vida, como crescimento profissional e aumento de salário, por exemplo. Com isso, o ensino de adultos exige um planejamento próprio, com trilhas que envolvam os objetivos individuais do aprendente, professores muito bem capacitados, capazes de dinamizar aulas para um público que soma papéis, com trabalho, estudo e outros afazeres, e por isso não está disposto a perder tempo com excessos de teoria. Então é recomendável que haja materiais que permitam avanço no tema, caso ele se interesse em se aprofundar. Acho que com isso já dá pra começar a aparecer resultados positivos.

Além de formação em Administração, com especializações na área, você também se dedicou a estudar educação, fazendo inclusive pós-graduações, em que se inclui um mestrado em Educação na Universidade de Brasília, no qual dedicou-se a estudar a formação de professores para as tecnologias digitais aplicadas a ambientes educacionais. Qual o seu ponto de vista sobre o uso de tecnologias digitais na educação e como aproveitá-las para ensinar Linux e softwares Open Source?

Vivemos em uma sociedade conectada, em que a transformação digital tem um papel crucial na moldagem das relações sociais. A educação não pode estar à margem desse movimento inevitável. Podemos aproveitar esses recursos tecnológicos como meios para facilitar a aprendizagem e ampliar o acesso à informação, permitindo o aprendente a estudar onde e quando quiser, ampliando suas possibilidades de aprendizagem.

Pela minha experiência, estudantes de tecnologia tendem a ser ainda mais conectados e interessados em praticidade e esses recursos digitais permitem, por exemplo, a oferta de conhecimento mais fragmentado, em pílulas, para o estudante acessar onde e quando ele estiver, o que é uma tendência em educação e combina muito com esse perfil.

Vale ressaltar porém, que as tecnologias não devem ser aplicadas apenas por modismos ou sem planejamento adequado por parte dos professores, pois uma boa roda de conversa ainda é “tecnologia” suficiente para promover aprendizados incríveis.

Levando em consideração a ampla participação do Linux no universo mobile com o Android, acredito que a apropriação de tecnologias digitais, sobretudo as móveis, para o aprendizado na 4Linux possibilitará aos alunos experiências de aprendizagem mais inovadoras e criativas.

Os profissionais da área de TI precisam sempre estar atualizados com as novas tecnologias, mas ao mesmo tempo estão sempre muito atarefados e sem muito tempo para aprender algo novo. Como ensinar o que realmente é relevante ao aluno em pouco tempo?

Boa curadoria de conteúdos, que destaquem conteúdos relevantes para o aluno. Trilhas de aprendizagem personalizadas. Cursos focados no público-alvo, evitando perda de tempo. Microlearning, ofertando pequenos blocos de informação, fragmentando para consumo em “pílulas”. Cursos atualizados com frequência para evitar defasagem conceitual, e por fim, um acompanhamento constante das novidades, como um radar de inovações.

Você também pesquisou o GEG (Grupo de Educadores Google), do qual também participa. O que está sendo discutidos neste grupo e que novidades você pode trazer para a 4Linux?

O GEG, é uma comunidade de prática, cujo domínio é o letramento e aperfeiçoamento digital de educadores, na tentativa de aproximá-los de seus estudantes por meio da tecnologia, como linguagem comum. Existem outros grupos que giram em torno da grandes empresas de tecnologia, como Apple e a Microsoft, que também buscam difundir suas tecnologias entre este público. O formato em que essas comunidades de aprendizagem são construídas pode servir de modelo para um formato de aprendizagem em rede, por meio da troca de experiências entre educadores. Além disso, as comunidades de educadores funcionam como ótimos espaços de atualização e descoberta de novos apps, entre outros recursos, e formas de utilizá-los.

Você já foi responsável por uma franquia educacional de cursos profissionalizantes. Esta experiência deve ter muita semelhança com o que você irá fazer na 4Linux. Temos inúmeros relatos de ex-alunos de que colocar um certificado de conclusão de curso da 4Linux no currículo faz uma grande diferença. Como esta sua experiência poderá ajudar a 4Linux a continuar sendo referência no ensino de Linux, DevOps e Open Source e ajudar nossos alunos a serem disputados pelo mercado?

Trabalhando com o sistema formal de educação, com cursos livres e também como estudioso da área, o que aprendi e que estou disposto a agregar para 4Linux é o olhar para o que realmente é o futuro do trabalho, do que estamos falando hoje em termos de educação e do que está por vir, que envolvem grandes incógnitas de habilidades e competências, por não termos certeza do que será do futuro, porém, já sabemos o que queremos no presente, que é um mundo de tecnologia mais responsável, mais ético e também criativo, pensando soluções para os problemas sociais, promovendo desenvolvimento. Isso é o que trago na bagagem e que acredito poder imprimir nos cursos da 4Linux, alinhando ainda mais a oferta de cursos da empresa aos processos de educação contemporânea.

 

Aguardem que teremos boas novidades em 2020!

Anterior Caça Talentos - Desenvolvedor Pleno - “Mude para São Paulo”
Próxima Um banco de dados "Time Series" chamado TimescaleDB!

About author

Joyce Bambach Luiz
Joyce Bambach Luiz 38 posts

Responsável pela área de Marketing e Relacionamento da 4Linux, com mais de 10 anos de experiência no segmento de tecnologia.

View all posts by this author →

Você pode gostar também

Notícias

4Linux e Júlio Neves, uma parceria de longa data.

A 4linux e o Júlio Neves são parceiros de longa data, ele ministra os treinamentos de Shell Script da 4linux. Como todos sabem, o Julio é uma referência neste assunto.

Treinamentos

4Linux lança novo curso de Big Data gratuito!

Iniciativa visa facilitar a entrada dos novos profissionais neste mercado que está em plena ascensão O grande volume de dados que sobrecarrega as empresas diariamente é popularmente chamado de Big

Notícias

Startup nascida dentro da 4Linux é uma das finalistas do InovaBra Startup.

A startup Rankdone.com é uma plataforma de testes para fazer seleção em processos de recrutamento. A Rankdone é uma  start-up que nasceu dentro da 4Linux e este ano ela foi