DevOps – o que é e quais são seus benefícios?

DevOps – o que é e quais são seus benefícios?

Provavelmente você conheça o termo DevOps e tenha dúvida sobre do que realmente se trata. Há quem defenda que se trata de uma cultura, outros apostam que seja uma metodologia, há quem diga que é um cargo e outros que veem como uma nova forma de pensar. 

Os estudiosos consideram o DevOps como um termo em evolução e que não deve ser limitado neste momento. O DevOps surgiu a partir da necessidade de agilizar as entregar na área de tecnologia da informação, aperfeiçoando a comunicação, colaboração e integrando desenvolvedores e administradores da infraestrutura. 

O que é DevOps? 

O termo DevOps surge da junção das palavras desenvolvimento e operações. Ele se dá a partir da união de ferramentas e mudança de mindset visando organizar processos de forma que otimize seus resultados. 

É necessário construir uma ponte entre os departamentos de uma empresa para que consigam de forma disciplinada seguir processos e potencializar seus resultados. A organização deverá atender necessidades de seus clientes e desenvolver soluções finais para seus problemas. 

Benefícios DevOps 

Empresas e organizações afirmam que os benefícios DevOps são surpreendentes e podem causar revoluções em todo o processo de trabalho. De forma macro, ele ajuda na alta produtividade, alta qualidade na entrega de software e baixo custo de produção. 

Uma pesquisa realizada com departamentos de tecnologia da informação de algumas empresas, a DevOps Adoption, apresentou como outros benefícios:                                     

Empresas e organizações afirmam que os benefícios DevOps podem causar revoluções em todo o processo de trabalho.

  • Melhoria na eficiência de negócio;                                    
  • Aumento de satisfação de clientes; 
  • Aumento de tempo da aplicação estar no ar; 
  • Aumento da agilidade do negócio; 
  • Aumento na conversão de clientes; 
  • Aumento do valor para o negócio; 
  • Redução de custos de IT; 
  • Aumento da produtividade de empregados; 
  • Aumento da satisfação dos empregados.

Com a implementação de DevOps é possível ainda notar que a capacidade de pesquisa e inovação da empresa é aprimorada, visto que os colaboradores são incentivados a aprimorar os produtos e serviços e por vezes buscam soluções criativas e que saem de sua zona de conforto. 

Desta forma, seus colaboradores estarão com uma visão voltada e focada no desempenho e performance, tornando-se mais produtivos e é possível encontrar e destacar novos talentos em seu negócio. 

Curso de DevOps 

Um bom começo para entrar no mundo DevOps é começando por automatização. Uma sugestão é apostar no curso 525 da 4Linux. “Infraestrutura ágil com práticas DevOps usando Docker, Git, Jenkins, Puppet e Ansible” é o nome do curso que visa auxiliá-lo a tornar sua infraestrutura automatizada no desenvolvimento de softwares. 

Os alunos que concluírem o curso estarão prontos para analisar e planejar a implantação de infraestrutura seguindo práticas DevOps, conhecerão as ferramentas para criação de uma infraestrutura ágil, usarão o Docker, Git, Jenkins, Puppet e Ansible, entre outros conhecimentos que obterão. 

Veja também: 4 Linux lança curso de DevSecOps e solidifica liderança para carreira DevOps

Conteúdo curso de DevOps 

O conteúdo programático do curso de DevOps tem seis grandes áreas, que apresentaremos a seguir. Em “Automação com Ansible”, o aluno terá conhecimentos introdutórios, instalação, cadastro inventário de máquinas, ambiente, entre outras informações sobre a ferramenta. 

“Administrando e operando o Docker” é o módulo que irá ensiná-lo a criar o primeiro Container, construir e gerenciar templates e utilizar o compose. Já em “Gerencia de configuração com Puppet”, entenderá os Resources do Puppet e construirá seu primeiro Manifest. 

Para explorar os comandos Git, criar repositórios e versionar a configuração do Puppet no GitLab o aluno deverá concluir o módulo “Versionamentos com Gitlab”. Depois ele irá para “Integração com Jenkins” para criar builds no Jenkins, configurar teste unitário de infraestrutura e utilizar Rundeck para Continuous Integration. 

O conteúdo do curso de DevOps finaliza com “Rundeck”, ensinando a criar Jobs no Rundeck, integrar Jenkins com Rundeck e utilizar o Rundeck para deploy com Ansible.  

Diferenciais e pré-requisitos do curso de DevOps 

O curso de DevOps da 4 Linux é o único do mercado que ensina a construir uma infraestrutura rápida com práticas DevOps usando apenas ferramentas OpenSource (código aberto).  

Conta ainda com laboratório prático, no qual o aluno consegue ter dimensão de um cenário real e totalmente funcional de uma infraestrutura automatizada. Além disso, a metodologia utilizada no curso é ITExperience, criada pela 4Linux. 

Quando realizar o curso de DevOps? 

Há duas opções para quem deseja realizar o curso de DevOps da 4Linux. A primeira é presencial, com opção diurna de uma semana, de segunda a sexta, com oito horas diárias. Também pode ser realizado em período noturno, com duas semanas de segunda a sexta, com quatro horas diárias. 

curso de devops

Já a segunda opção é o curso EAD, com oito horas de aula online e ao vivo e mais trinta e duas horas de vídeo aula, que podem ser realizadas pelo aluno no melhor horário. 

As próximas turmas agendas são: 

  • 14/04 a 19/05 – Sábado, das 9h às 18h; 
  • 16 a 20/04 – Diurno, segunda a sexta, das 8h30 às 17h30; 
  • 22/05 a 12/06 – EAD; 
  • 11 a 22/06 – Noturno, segunda a sexta, das 18h30 às 22h30; 
  • 26/06 a 17/07 – EAD; 
  • 02 a 06/07- Diurno, segunda a sexta, das 8h30 às 17h30; 
  • 21/08 a 03/09 – Noturno, segunda a sexta, das 18h30 às 22h30. 

Entre no site oficial da 4Linux e escolha o melhor horário de turma para você. 

Veja também: 4Linux presente no evento Internacional DevOpsDays Maringá

Por que DevOps é importante? 

Ao longo do artigo listamos os principais benefícios da implementação do DevOps em sua empresa de tecnologia da informação, e queremos ressaltar a importância de realizar esta mudança.  

Com o DevOps em sua empresa, além da alta produtividade você conseguirá manter seus colaboradores animados e buscando crescimento e conhecimento. Vale a pena investir em uma nova cultura e forma de agir.  

Aproveite o curso “Infraestrutura ágil com práticas DevOps usando Docker, Git, Jenkins, Puppet e Ansible” da 4Linux e prepare seus profissionais do Software para o DevOps e para a nova fase de seu negócio.

Anterior Ferramentas para testar sua API
Próxima Na 4Linux você fica fluente mais rápido!

About author

Flavio Muniz
Flavio Muniz 11 posts

Especialista em Marketing Digital referência na busca do Google. É pós graduado em Marketing Político e Propaganda Eleitoral pela Escola de Comunicação e Arte da USP.

View all posts by this author →

Você pode gostar também

DevOps

DevOps “Enterprise” será a tendência em 2018

Em 2013 eu escrevi um artigo intitulado “Por que você deve aprender Linux?” e quem teve a oportunidade de aprender linux nestes últimos 4 anos deve estar bem feliz com

DevOps

Diferenças entre integração, entrega e implantação contínua

Continuous Integration (Integração Continua), Continuous Delivery (Entrega Continua) e Continuous Deployment (Implantação Continua) são práticas DevOps muito populares nos últimos anos, mas o que são e as diferenças entre elas

DevOps

Minishift — Openshift Origin como ambiente de desenvolvimento

O Minishift compõe uma versão simplificada do Openshift Origin. Pode ser instalado no VirtualBox e utilizado como ambiente de desenvolvimento. O objetivo deste artigo, é mostrar a instalação e uso dessa plataforma, até