4Linux inova mais uma vez e lança curso de Continuos Monitoring DEVOPS.

4Linux inova mais uma vez e lança curso de Continuos Monitoring DEVOPS.

Será o nono curso ofertado na carreira DEVOPS. A mais abrangente oferta do Brasil.

A 4linux anuncia hoje o lançamento de mais um curso para enriquecer a sua oferta de cursos para a carreira DEVOPS: DevOps: Práticas de Continuos Monitoring para uma Infraestrutura Ágil (528). O curso ensinará uma série de práticas a serem adotadas para monitoramento contante de processos, aplicações e serviços de TI que seguem práticas DevOps a fim de garantir que funcionem como esperado.

“No mundo DevOps, a integração é contínua, o deployment é continuo. O monitoramento também precisa ser. Além de monitorar a aplicação e os serviços necessários para que ela funcione em produção, durante todos os processos envolvidos em uma pipeline de implantação DevOps, Continuous Monitoring (CM) também propõe monitorar e gerar métricas sobre todas as etapas envolvidas a fim de garantir que não haja interrupções e esse processo seja fluído.” explica Rodolfo Gobbi, Diretor Geral da 4Linux.

O curso aborda princípios básicos e melhores práticas para a construção de um sistema de monitoramento e alerta bem sucedido seguindo a Cultura DevOps. Com ferramentas Open Source, como Zabbix, Prometheus, Jmeter e Graylog será possível alinhar o monitoramento, a coleta de métricas para realizar uma análise de dados inteligente com foco ao negócio da empresa. Serão abordados conceitos e padrões como KPI e SLA, e aplicados na prática a partir do case que simula a pipeline de desenvolvimento de um projeto de tecnologia.

“ Como em todos os cursos da 4Linux, procuramos trazer para a sala de aula situações reais de uso que estamos implementando em nossos clientes. Nesse curso também temos conceitos novos como SRE (Site Reliability Engineering), que foi criado pelo google e reinventa a área de operações de forma a gerar mais valor para o negócio, enquanto o DevOps foca na velocidade o SRE foca na confiabilidade. Esse não é um curso teórico. São situações reais que podem depois facilmente ser implementados nas empresas”, explica Alisson Machado, Gerente de Consultoria da 4Linux e um dos idealizadores do curso.

“Atualmente as empresas estão rumo às novas metodologias ágeis e a 4Linux vem reestruturando seus cursos para atender está necessidade crescente do mercado, temos desenvolvido materiais para especializações em ferramentas DevOps, e o monitoramento não deve ficar de fora das pipelines de implantação de Desenvolvimento e Infraestrutura”, explica Leonardo Mendes, Gerente da área de treinamentos da 4Linux.

Atualmente temos 9 cursos voltados para DevOps e reorganizamos a oferta para a carreiras DevOpS, passamos a oferecer 3 trilhas:

1 – Trilha DevOps para time de operações

2 – Trilha DevOps para time de Desenvolvimento

3 – Full Stack DevOps”explica Leonardo Mendes, Gerente da área de treinamentos da 4Linux

A primeira turma do curso DevOps: Práticas de Continuos Monitoring para uma Infraestrutura Ágil.(528) – que possui 40h – acontecerá no dia 13/06 na modalidade presencial na sede da 4Linux em São Paulo. A 4Linux está com um preço especial de lançamento com desconto de 30% para os 10 primeiros alunos que se matricularem nesta primeira turma.

CURSOS DEVOPS    VÍDEO    CONTATO

Anterior PAGILA - Base de dados educativa para PostgreSQL
Próxima 4Linux estará presente no maior evento PostgreSQL do Brasil.

About author

Você pode gostar também

DevOps – Como implementar essa poderosa estratégia em sua empresa?

DevOps é um termo que tem ganhado destaque no mundo corporativo. Considerado uma poderosa estratégia, surgiu da necessidade de agilizar entregas na área de tecnologia da informação, sempre buscando ações

Minio — Tenha seu próprio S3 Storage

Minio é um storage de objetos, de alta performance e distribuído. A grande vantagem de usá-lo, reside em sua total compatibilidade com o Amazon S3. Neste artigo explico como subir

Terraform — Gerenciando DNS com TSIG

Terraform é uma ferramenta da Hashicorp focada em Bootstrapping e inicialização de recursos. Em comparação com Puppet , este é responsável por gerenciar a configuração de uma infraestrutura existente, já o

0 Comentários

Ainda não há comentários!

Você pode ser o primeiro a comentar este post!

Deixe uma resposta