Por que usar o Linux como Sistema Operacional?

Por que usar o Linux como Sistema Operacional?

O Linux está sempre presente…

Provavelmente você já deve ter utilizado algum sistema Linux ou baseado nele. Sim, se você já usou um sistema Android, um MacOs, IOS ou se simplesmente já configurou o roteador da sua casa, você possuiu uma vivencia com o sistema. Linux não é somente um sistema operacional, mas sim uma nomenclatura dada a sistemas baseados no Kernel Linux, que é um software disponível para modificações onde varias empresas criam suas próprias distribuições.

Agora, por que utilizar o Linux como Sistema Operacional?

 

1 – O Linux é gratuito 

O fato mais chamativo dos sistemas operacionais Linux é o fato da maioria das plataformas serem gratuitas, onde você pode escolher a distribuição que mais agrada sua necessidade e não precisa se preocupar com pirataria ou a expiração de licença. Existe a mais ampla gama de distribuições, sendo elas desde utilização para desktop, servidores e até sistemas voltados para segurança de rede, ou seja, existem inúmeras utilizações e aplicações para cada caso.

Em relação aos softwares, as distros possuem uma infinidade de softwares também gratuitos em seu repositório de pacotes nativo e conta com uma grande quantidade de softwares disponíveis para serem baixados e instalados pela internet, incluindo softwares de desenvolvimento, jogos, escritório, editores de vídeo e muito mais.

 

2 – Portabilidade – Sistema operacional Linux

Grande parte dos sistemas operacionais tentam utilizar o mínimo de recurso possível da máquina. Nas distros Linux existem sistemas com interface gráfica amigável que utilizam apenas 512MB da memória RAM, além do fato que podem rodar até mesmo em um pendrive com pouco espaço de armazenamento.

Existem plataformas já desenvolvidas para rodar sistemas Linux nativamente consumindo o mínimo de recursos possível como o Raspberry Pi, um computador “portátil” que pode ser utilizado com um cartão de memória comum como armazenamento e custa em média de R$ 200,00.

O Linux é muito utilizado em servidores também graças ao fato de consumir pouco recurso de hardware da máquina, tendo como prioridade o desempenho dos serviços.

 

3 – Personalizável – Linux como sistema operacional

Com uma variedade de ambientes gráficos, você consegue deixar o sistema do seu próprio jeito, podendo mudar para uma melhor performance de suas atividades fim, até a customização da parte gráfica, onde podemos alterar desde a barra de menu até a Splash screen.

Mesmo sem utilizar ambientes gráficos é possível inserir customizações dentro de servidores utilizando alguns recursos nativos, por exemplo a alteração da exibição da linha de comando deixando mais claro a utilização, adicionar banners de indicação para serviços de acesso remoto, sem limites a utilização.

 

4 – Segurança

Por que usar o Linux como Sistema OperacionalOs servidores baseados em Linux possuem a capacidade de serem flexíveis o bastante para atender uma gama necessidades  executando desde serviços de firewall até servidores web. As distribuições deixam claro ao usuário o que está sendo utilizado no sistema, é muito difícil que o usuário comum consiga executar algo que destrua o sistema sem a visualização prévia do conteúdo. Um outro fator levado em consideração pelas empresas ao utilizarem Linux é a baixa existência de vírus funcionais quando comparado com o sistema Microsoft Windows, já que devido ao seu sistema de permissionamento, o usuário comum fica mais restrito à executar ações/scripts que possam ser prejudicial ao sistema operacional, tornando-se assim mais seguros.

Não existindo assim a necessidade evidente da utilização de um software de antivírus, somente que mantenha um serviço de firewall ativo na máquina para que gerencie tentativas de acesso remoto.

 

5 – Ótimo sistema para desenvolvimento

Linux já vem por padrão com interpretadores e compiladores de várias linguagens, por exemplo o gcc, python, shell, além de algumas distribuições já possuírem também por padrão um ambiente de desenvolvimento nativo. Se você procura aprender programação, usar linux é uma ótima opção.

 

6 – Linux também roda jogos

Há muito tempo que não existe mais a famosa frase “Linux não roda jogos”. A Steam e várias outras plataformas já desenvolveram sistemas próprios para rodar seus jogos em sistemas Linux. Mesmo a plataforma não possuindo todos os jogos que rodam no Windows, é possível contar com uma grande variedade que acabam rodando no Linux consumindo ainda, menos recursos da máquina devido a utilização do sistema. Grandes franquias como, Counter Strike GO, Dota, Team Fortress 2, Terraria, Borderlands conseguem ser executadas com sucesso na plataforma.

 

7 – Perfeito para ambientes escritórios

Além de possuir uma enorme gama de aplicativos gratuitos para uso em escritórios, as distribuições mais comuns como Linux Mint, Ubuntu, Fedora, Debian entre outras, oferecem um ambiente agradável e de fácil utilização. Ferramentas como Gimp, Blender, LibreOffice, Inkscape, até softwares de animação como o OpenToonz são de uso livre e podem ser utilizadas sem maiores problemas.

 

8 –  Automação

Linux também conta com ambientes perfeitos para automatização de tarefas. Ferramentas poderosas como Ansible, Puppet, Chef e Terraform possuem a capacidade de realizarem tarefas que antes eram manualmente realizadas para um novo ambiente totalmente configurado a partir de um script de configuração.

 

9 – Mercado

Segundo o site Lovemondays, um Analista de Infraestrutura Linux possui a média salarial de R$3.920, onde existem diversas certificações profissionais que podem levar o cargo a valores mais altos. Um profissional com certificações da Linux Fundation, RedHat ou Linux Professional Institute (LPI) é extremamente cobiçado pelo mercado, chegando a um teto salarial de aproximadamente R$10.000.

Veja também: Curso de Linux para iniciantes

Além de tudo isso, o Linux possui uma grande quantidade de usuários ativos em fóruns da comunidade que estão sempre buscando melhorias para as distribuições. A comunidade é sempre aberta à ajudar em dúvidas, problemas, desenvolvimento e crescimento das plataformas em geral.

Cada sistema possui seus pontos fortes, porém a mudança de sistemas pode lhe trazer uma experiência melhor onde a sua necessidade pode ser atendida, cabe agora a você escolher qual distro usar.

 

CURSOSCONSULTORIA    CONTATO

 

Anterior Fusão da Cloudera com a Hortonworks - Como isto impacta o mundo de TI e o profissional de Big Data?
Próxima Curso de Linux para iniciantes

About author

Daniel Silva
Daniel Silva 1 posts

Estudante de análise e desenvolvimento de sistemas e técnico em eletroeletrônica

View all posts by this author →

Você pode gostar também

Treinamentos

Nova Formação Linux -200h de conteúdo.

Completamente modernizada, a nova formação traz novidades como blended learning, aulas particulares e muito mais conteúdo sobre DevOps e Cloud. Sempre atendendo as necessidades do mercado de trabalho, a 4Linux

Notícias

4Linux na Campus Party Brasil 2019!

#CPBR12 Entre os dias 12 e 17/02 acontecerá a 12ª edição da Campus Party Brasil em São Paulo. Um evento que irá contar com 5 dias de duração ,1000 horas

Notícias

Startup nascida dentro da 4Linux é uma das finalistas do InovaBra Startup.

A startup Rankdone.com é uma plataforma de testes para fazer seleção em processos de recrutamento. A Rankdone é uma  start-up que nasceu dentro da 4Linux e este ano ela foi