Aumente sua empregabilidade: Conheça Linux e entre no mundo DEVOPS

Aumente sua empregabilidade: Conheça Linux e entre no mundo DEVOPS

Segundo o Forrester Research, 50% das empresas pesquisadas estão implementando a cultura DEVOPS

Em 2013 eu escrevi um artigo intitulado “Por que você deve aprender Linux?” e quem teve a oportunidade de aprender linux nestes últimos 4 anos deve estar bem feliz com a sua empregabilidade. Não falta empregos para quem conhece o Linux. Se você ouviu a minha sugestão em 2013 e está feliz por conhecer Linux eu estou escrevendo este artigo para te estimular a dar um passo adiante e entrar no mundo DEVOPS ( mundo da automatização de infraestrutura ou da infraestrutura como código).

Como a grande maioria das nuvens são baseadas em soluções open source e como a adoção de cloud vem crescendo vertiginosamente, naturalmente quem aprendeu o sistema livre está ‘navegando nos ventos’ do crescimento da cloud computing.

O Forrester Research é um dos mais respeitados institutos de pesquisas que fazem projeções sobre o futuro na área de tecnologia e ele afirmou recentemente “2018: the year of enterprise DEVOPS” Neste artigo, o Forrester afirma que baseado em suas pesquisas com grandes corporações, 50% delas estão implementando cultura DEVOPS.

Em 2015 a 4Linux lançou a campanha: “Cloud is Linux. DEVOPS is Linux. DEVOPS é Cloud.” quando re-lançou sua formação Linux incluindo o assunto cloud nesses cursos. Os cursos da 4Linux já colocam seus alunos no contexto de cloud computing desde então e – em breve – os colocará também no contexto DEVOPS.

"Nosso objetivo é dar empregabilidade ao nossos alunos e o mercado está procurando por profissionais Linux+Cloud+DEVOPS."

O mercado de trabalho está cada vez mais contratando profissionais com conhecimentos em Linux devido a sinergia entre Cloud e Cultura DevOps que são tendências que acabam usando Linux intensivamente, o que fez crescer o número de pessoas interessadas em adquirir competências nestas áreas.

O Indeed é um dos maiores sites de oferta e procura de empregos de todo o mundo e ele fornece estatísticas sobre a procura por profissionais em determinadas áreas. Sempre é uma boa referência pesquisar quais tecnologias o mercado de trabalho está contratando antes de fazer um investimento em capacitação. Veja a procura por DEVOPS.

Fica a dica. Se você já conhece Linux, dê um passo adiante e entre no mundo DEVOPS. Sua empregabilidade, seu currículo e seu salário irão agradecer.

Anterior Guia Prático: Como Instalar e Configurar o Apache Ambari em um Cluster Hadoop
Próxima Descubra o PHPeste: Evento que une amantes da programação PHP

About author

Rodolfo Gobbi
Rodolfo Gobbi 16 posts

Idealizador e Presidente do Rankdone. Apesar de não ter suas origens na área de RH, aplicou - para desenvolver o Rankdone - seus 20 anos de experiência na contratação de profissionais e na montagem e gerência de equipes técnicas.Atua como Sócio-Diretor da empresa 4linux. Foi fundador e presidente do LPI( Linux Professional Institute) Brasil, a maior certificação profissional linux do mundo. Possui experiência em gerência técnica , comercial e financeira. Graduado em Engenharia Eletrônica pela Universidade de São Paulo com especialização em Computação, fez Extensão em Administração de Empresas na Fundação Getúlio Vargas.Ministrou diversas palestras em eventos de informática.

View all posts by this author →

Você pode gostar também

DevOps

Como fazer deploy de uma aplicação Go no Google Cloud Run com Github Actions

Eai galera! Nesse post, o objetivo é mostrar que nem sempre é preciso um Kubernetes ou Jenkins para colocar as suas aplicações no ar. Vamos criar uma Instância no Cloud

DevOps

Como Implementar a Análise de Qualidade de Código com DevOps e SonarQube

Dentro da ótica do DevOps e de como implementar agilidade com qualidade, temos os testes automatizados como um dos principais pilares para manter a essência do CI (Continuous Integration), porém

Cloud

Aprenda a criar módulos com Terraform na prática

Este seria o último capítulo da nossa série de postagens sobre Terraform, mas se podemos também falar sobre versionamento de infraestrutura, acho que vale a pena no aprofundarmos em mais