MongoDB: como criar um Cluster Replication Set

MongoDB: como criar um Cluster Replication Set

O MongoDB é um banco com foco em escalabilidade horizontal, sendo assim ele possui um recurso chamado ReplicatSet que serve para replicar os dados em um cluster de servidores para garantir redundância em caso de indisponibilidade e integridade dos dados.

Preparação do mongodb

Para criar um ReplicatSet no MongoDB eu criei 3 instâncias t2.micro na AWS com o RedHat Enterprise Linux 7.

As 3 máquinas ficaram o seguinte:

192.168.0.2 mongoprimary
192.168.0.3 mongoreplica1
192.168.0.5 mongoreplica2

Essas entradas foram adicionadas dentro do /etc/hosts de todas as máquinas.

Agora o repositório do MongoDB também deve ser configurado em todas as máquinas.

vim  /etc/yum.repos.d/mongodb-org-3.4.repo

# conteudo abaixo foi adicionado no arquivo acima
[mongodb-org-3.4]
name=MongoDB Repository
baseurl=https://repo.mongodb.org/yum/redhat/$releasever/mongodb-org/3.4/x86_64/
gpgcheck=1
enabled=1
gpgkey=https://www.mongodb.org/static/pgp/server-3.4.asc

Agora a instalação do MongoDB precisa ser realizada em todos os servidores:

yum -y install mongodb-org

Configuração da replicação

Dentro do servidor mongoprimary vou iniciar o mongodb dizendo que ele faz parte de uma replica chamada “rs0”, que significa replica set 0.

mongod --port 27017 --replSet "rs0" &

Com o serviço do Mongo DB em execução, pode-se acessar o console.

[root@mongoservice data]# mongo
MongoDB shell version v3.4.3
connecting to: mongodb://127.0.0.1:27017
> 

Dentro do console do Mongo DB será necessário digitar o comando abaixo:

> rs.initiate()

Esse comando irá iniciar o modo replica e indicará que esse é o servidor primário do cluster.

Agora nas outras duas instâncias eu rodei o mesmo comando:

mongod --port 27017 --replSet "rs0" &

Sendo assim todas as instancias fazem parte do mesmo replicaset, mesmo ainda não tendo conectividade entre sí.

Agora dentro do console do servidor primario ainda é necessário executar os seguintes comandos:

> rs.add("192.168.0.3")
> rs.add("192.168.0.4")

E automaticamente os servidores já foram adicionados como replica.

MongoDB Replicacao 01

 

 

 

 

 

 

 

 

Resultado final

Para verificar como ficou a configuração final do seu cluster é só digitar o comando abaixo:

rs0:PRIMARY> rs.config()
{
	"_id" : "rs0",
	"version" : 4,
	"protocolVersion" : NumberLong(1),
	"members" : [
		{
			"_id" : 0,
			"host" : "mongoservice:27017",
			"arbiterOnly" : false,
			"buildIndexes" : true,
			"hidden" : false,
			"priority" : 10,
			"tags" : {
				
			},
			"slaveDelay" : NumberLong(0),
			"votes" : 1
		},
		{
			"_id" : 1,
			"host" : "192.168.0.2:27017",
			"arbiterOnly" : false,
			"buildIndexes" : true,
			"hidden" : false,
			"priority" : 1,
			"tags" : {
				
			},
			"slaveDelay" : NumberLong(0),
			"votes" : 1
		},
		{
			"_id" : 2,
			"host" : "192.168.0.3:27017",
			"arbiterOnly" : false,
			"buildIndexes" : true,
			"hidden" : false,
			"priority" : 1,
			"tags" : {
				
			},
			"slaveDelay" : NumberLong(0),
			"votes" : 1
		}
	],
	"settings" : {
		"chainingAllowed" : true,
		"heartbeatIntervalMillis" : 2000,
		"heartbeatTimeoutSecs" : 10,
		"electionTimeoutMillis" : 10000,
		"catchUpTimeoutMillis" : 2000,
		"getLastErrorModes" : {
			
		},
		"getLastErrorDefaults" : {
			"w" : 1,
			"wtimeout" : 0
		},
		"replicaSetId" : ObjectId("58dbf0fc8becc34a89e7f3fa")
	}
}

Ou para ver o status do cluster pode ser executado o comando abaixo:

rs0:PRIMARY> rs.status()
{
	"set" : "rs0",
	"date" : ISODate("2017-03-29T19:09:59.077Z"),
	"myState" : 1,
	"term" : NumberLong(9),
	"heartbeatIntervalMillis" : NumberLong(2000),
	"optimes" : {
		"lastCommittedOpTime" : {
			"ts" : Timestamp(1490814595, 1),
			"t" : NumberLong(9)
		},
		"appliedOpTime" : {
			"ts" : Timestamp(1490814595, 1),
			"t" : NumberLong(9)
		},
		"durableOpTime" : {
			"ts" : Timestamp(1490814595, 1),
			"t" : NumberLong(9)
		}
	},
	"members" : [
		{
			"_id" : 0,
			"name" : "mongoservice:27017",
			"health" : 1,
			"state" : 1,
			"stateStr" : "PRIMARY",
			"uptime" : 1265,
			"optime" : {
				"ts" : Timestamp(1490814595, 1),
				"t" : NumberLong(9)
			},
			"optimeDate" : ISODate("2017-03-29T19:09:55Z"),
			"electionTime" : Timestamp(1490813345, 1),
			"electionDate" : ISODate("2017-03-29T18:49:05Z"),
			"configVersion" : 4,
			"self" : true
		},
		{
			"_id" : 1,
			"name" : "107.23.94.24:27017",
			"health" : 1,
			"state" : 2,
			"stateStr" : "SECONDARY",
			"uptime" : 1263,
			"optime" : {
				"ts" : Timestamp(1490814595, 1),
				"t" : NumberLong(9)
			},
			"optimeDurable" : {
				"ts" : Timestamp(1490814595, 1),
				"t" : NumberLong(9)
			},
			"optimeDate" : ISODate("2017-03-29T19:09:55Z"),
			"optimeDurableDate" : ISODate("2017-03-29T19:09:55Z"),
			"lastHeartbeat" : ISODate("2017-03-29T19:09:57.916Z"),
			"lastHeartbeatRecv" : ISODate("2017-03-29T19:09:57.230Z"),
			"pingMs" : NumberLong(0),
			"syncingTo" : "mongoservice:27017",
			"configVersion" : 4
		},
		{
			"_id" : 2,
			"name" : "54.197.121.234:27017",
			"health" : 1,
			"state" : 2,
			"stateStr" : "SECONDARY",
			"uptime" : 1263,
			"optime" : {
				"ts" : Timestamp(1490814595, 1),
				"t" : NumberLong(9)
			},
			"optimeDurable" : {
				"ts" : Timestamp(1490814595, 1),
				"t" : NumberLong(9)
			},
			"optimeDate" : ISODate("2017-03-29T19:09:55Z"),
			"optimeDurableDate" : ISODate("2017-03-29T19:09:55Z"),
			"lastHeartbeat" : ISODate("2017-03-29T19:09:57.916Z"),
			"lastHeartbeatRecv" : ISODate("2017-03-29T19:09:57.462Z"),
			"pingMs" : NumberLong(0),
			"syncingTo" : "107.23.94.24:27017",
			"configVersion" : 4
		}
	],
	"ok" : 1
}
Anterior Rumo a Certificação.
Próxima Conheça um pouco do Ansible Galaxy

About author

Alisson Machado
Alisson Machado 13 posts

Desenvolvedor Python e Arquiteto DevOps 8 anos de experiência em projetos FOSS (Free and Open Source Software) e Python; Certificações LPI1, LPI2 e SUSE CLA

View all posts by this author →

Você pode gostar também

DevOps

Graylog – Gerenciando todos os seus Logs

Este post tem como objetivo apresentar um guia para instalação e configuração do Graylog em Debian 8 (Jessie), suportado pelos bancos de dados noSQL  MongoDB e ElasticSearch e com alta

Infraestrutura

Acessos remoto centralizado com Apache Guacamole

Neste post falo sobre uma ferramenta bastante interessante do projeto Apache chamado Guacamole que irá resolver problemas de acessos remotos a servidores em sua empresa. É uma mão na roda.

Big Data

Ambari: crie um cluster Hadoop em minutos

O Apache Ambari é uma plataforma desenvolvida pela Hortonworks que permite  instalar, configurar e monitorar um cluster hadoop em poucos minutos. Neste post irei ensinar como instalar o Ambari em