Instalação do MySQL 8 em Debian e CentOS

Instalação do MySQL 8 em Debian e CentOS

Ao tentar instalar o MySQL – o banco de dados open-source mais popular do mundo – você pode ser surpreendido no final do processo ao obter o MariaDB. Este fork do MySQL – originado pelo seu próprio criador, Michael Widenius em 2009 – visa substituir o MySQL em todos os aspectos, muito embora existam nítidas diferenças entre os dois.

Caso você deseje instalar o MySQL ao invés do MariaDB, é necessário antes instalar o repositório apropriado para o seu sistema operacional.

Este tutorial cobre a instalação da última versão no MySQL nos sistemas operacionais Debian/Ubuntu, CentOS 7 e FreeBSD.

DEBIAN/UBUNTU

Acesse o site: https://dev.mysql.com/downloads/ e localize a sessão MySQL APT Repository.
Acesse esta sessão, siga até o fim da página e clique no botão azul Download. Neste momento você será redirecionado para criar uma conta na Oracle, mas esse passo não é necessário. Localize no final da página o seguinte link: No thanks, just start my download. Clique nele com o botão direito e em seguida clique em “Copiar endereço”.

Acesse o terminal do servidor Debian onde o MySQL será instalado. Baixe o repositório copiado através do comando wget, e instale-o a seguir:

wget https://dev.mysql.com/get/mysql-apt-config_0.8.10-1_all.deb
sudo apt install ./mysql-apt-config_0.8.10-1_all.deb

Será apresentado a seguinte tela:

Apenas dê enter na opção OK e o repositório do MySQL 8 será instalado.

Para finalmente instalarmos o MySQL, é necessário atualizar os repositórios disponíveis. Neste momento passamos a ter acesso à última versão do MySQL:


sudo apt update -y
sudo apt install mysql-server -y

No sistema operacional Debian, por padrão, precisamos configurar a senha para o superusuário root no momento de instalação do MySQL. Você será apresentado a essa tela:

Insira uma senha de sua escolha e aperte enter, duas vezes.

Em seguida, você será questionado sobre qual método de autenticação será escolhido para acessar o MySQL. A versão 8 do MySQL implementa a autenticação caching_sha2_password, mais segura que os métodos anteriores. Adotar este método é o mais recomendado, mas note que todos os conectores utilizados para acessar o banco de dados também devem ser atualizados. Caso você prefira compatibilidade com drivers legados, selecione a opção Use Legacy Authentication Method. Caso contrário, selecione a primeira opção (recomendado).

Finalmente, podemos acessar o servidor MySQL 8 com usuário root, utilizando a senha configurada anteriormente:


mysql -u root -p

Conferimos se o serviço MySQL está ativo através do comando a seguir:


ss -lntp

Você deverá enxergar o processo mysqld ativo através das portas 3306 e 33060.

CentOS 7

Para esta distribuição vamos votar ao site: https://dev.mysql.com/downloads/ e localizar agora  a sessão MySQL Yum Repository. Nesta sessão clicaremos no botão azul Download ao lado de Red Hat Enterprise Linux 7 / Oracle Linux 7, perto do fim da página. Você será redirecionado para criar uma conta na Oracle, mas esse passo não é necessário. Localize no final da página, o seguinte link No thanks, just start my download. Clique nele com o botão direito e em seguida clique em “Copiar endereço”.

Acesse o terminal do servidor CentOS 7 onde o MySQL será instalado. Instale o repositório através do link copiado, e instale o MySQL 8:

sudo yum install https://dev.mysql.com/get/mysql80-community-release-el7-1.noarch.rpm -y
sudo yum install mysql-community-server -y

O serviço MySQL ainda não está ativo. Inicie o serviço MySQL através do comando a seguir:


sudo service mysqld start

Mesmo instalado, ainda não conseguimos instalar o banco de dados MySQL. Isso porque ainda não temos acesso a senha para o usuário root. Esta senha é gerada automaticamente no processo de instalação e está presente no arquivo /var/log/mysqld.log . Verifique qual é a sua senha aleatória através do comando grep:


cat /var/log/mysqld.log | grep 'temporary password'

Podemos acessar o servidor MySQL 8 com usuário root, utilizando a senha obtida através do comando anterior:


mysql -u root -p
# Insira a senha aleatória gerada no arquivo /var/log/mysqld.log

Para alterar a senha de root, utilize o comando a seguir:


ALTER USER 'root'@'localhost' IDENTIFIED BY 'MinhaNovaSenha@2018';

A senha deverá conter oito ou mais caracteres, possuindo caracteres maiúsculos e minúsculos, números e caracteres especiais. Estas regras são definidas pelo parâmetro validate_password.policy.

Finalmente, podemos acessar o servidor MySQL 8 com usuário root, utilizando a nova senha:


mysql -u root -p
# Insira a senha gerada no passo anterior

Conferimos se o serviço MySQL está ativo através do comando a seguir:


ss -lntp

Você deverá enxergar o processo mysqld ativo através das portas 3306 e 33060.

CURSOSCONSULTORIA    CONTATO

Anterior Análise SAST com SonarQube - DevSecOps
Próxima Como restaurar a senha de root do MySQL

About author

Arlindo Neto
Arlindo Neto 7 posts

Arlindo Neto é administrador de banco de dados apaixonado por PostgreSQL. Cursa Ciência da Computação. Atua com foco em banco de dados open-source, possuindo 3 anos de experiência profissional em análise e engenharia de dados. Acumula experiência em projetos envolvendo PostgreSQL, MariaDB, MySQL e MongoDB. No momento vem atuando com Python, com ênfase em aplicações para Big Data. Possui expertise como professor, desenvolvendo e aplicando cursos sobre Linux e tecnologias Open Source, detém certificação EnterpriseDB PostgreSQL 9.6

View all posts by this author →

Você pode gostar também

Banco de Dados

Alta Disponibilidade do MySQL com InnoDB Cluster

Alta disponibilidade é um recurso que os bancos de dados  —  sejam eles relacionais ou não (NoSQL) —  devem possuir para serem respeitados no mercado. A topologia master-slave já é

Banco de Dados

Vantagens de um Banco de Dados NoSQL, MongoDB

NoSQL refere-se a um banco de dados não relacional. Um banco de dados relacional é um formato de banco de dados rigidamente estruturado, baseado em tabelas, como o MySQL ou o Oracle. Os bancos

Banco de Dados

Replicação assíncrona em PostgreSQL 9.6

A replicação de dados tem como propósito garantir a alta disponibilidade de dados. Caso o servidor responsável por receber e alterar dados falhe – seja por problemas de hardware, queda